Informativos

Serotonina baixa: sintomas, diagnóstico e tratamentos.

A serotonina é um neurotransmissor responsável pela comunicação entre as células nervosas cerebrais. O hormônio é obtido através dos alimentos, sendo produzido por um aminoácido chamado triptofano. Por se tratar de um aminoácido essencial, nosso corpo não é capaz de produzi-lo, sendo necessário obtê-lo por meio da alimentação.


Exemplos de alimentos fontes de triptofano são: peixes, peru, ovo, nozes, castanhas, leguminosas, semente de abóbora, levedo de cerveja, linhaça, aveia, arroz integral, chocolate amargo e queijo tofu.

Por ser um mensageiro do cérebro, o neurotransmissor atua regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade e funções intelectuais. Logo, seu desregulamento pode causar alterações de humor e de comportamentos.

O diagnóstico da síndrome pode ser realizado através de seus sintomas, que incluem autoestima baixa, compulsão alimentar, fadiga, falta de atenção, irritabilidade, mau humor, baixa memória e insônia. Mas também, através de um exame que mede a quantidade de serotonina no sangue.

Seu tratamento costuma ser realizado através de uma mudança de hábitos tanto comportamentais quanto alimentares, buscando uma dieta rica em triptofano. Além de medicamentos e suplementos que aumentem a quantidade de serotonina.